Filme da Semana: Avalon High

Pôster oficial do filme, original do Disney Channel.

Pôster oficial do filme, original do Disney Channel.

Hey Galera,

Bom, não é nenhum segredo que quando o assunto se trata de lendas Medievais, principalmente quando é sobre os cavaleiros da Távola redonda e o Rei Arthur, não é surpresa que eu esteja envolvida no assunto. Eu amo histórias medievais, principalmente as que estão virando versões modernas. Avalon High, é uma releitura moderna do legado do Rei Arthur, inicialmente era um livro até que a Disney comprou os direitos autorais da Meg Cabot e transformou num filme, claro que houve muitas mudanças, mas se puderem leiam o livro e assistam o filme. Eu amei os dois.

A história se passa nos dias atuais, e conta a vida de Allie Penington (Britt Roberston), uma adolescente que se muda frequentemente com os pais que são professores de literatura medieval e fascinados pela lenda de Camelot e tudo a que se refere ao Rei Arthur. Mas para a surpresa de Allie, essa última mudança não será de curto período, os pais foram convidados a lecionar na universidade e vão morar na cidade por três anos, muito mais tempo do que as mudanças anteriores. No Colégio Avalon, Aliie reconhece Will Wagner (Gregg Sulkin), um garoto que esbarrou com ela no dia anterior, enquanto corria pelo parque. Will é lindo, charmoso, capitão do time de futebol americano e super popular, o que Allie não espera é que ele vá se apaixonar por ela no decorrer da história e descobrir que Jenn e o melhor amigo dele Lance, estão envolvidos em um triangulo amoroso, como na tragédia de Camelot. A partir daí ela começa a investigar mais a fundo e vê as semelhanças entre a lenda e o momento atual, junto com seu melhor amigo Miles, que no filme é o Merlin da história. O que me surpreendeu um pouco, é que no livro, a reencarnação do Rei Arthur, não é a mesma pessoa que eles apresentam no filme, e o vilão Mordred também não é o mesmo personagem no livro e no filme. Pra ser bem sincera, foram algumas alterações que eu achei bem mais adequadas e deixaram o filme com uma história menos confusa. Eu gostei bastante, e super indico tanto o livro quanto o filme.

Anúncios